CURIOSIDADES E LENDAS NO REINOSPAÇO - OBSERVADORES DE H'CATHA

UMA ESTRANHA LENDA


"Algumas histórias são definitivamente estranhas, mas por um pouco de sua bebida eu prometo compartilhar a que possivelmente é a história mais estranha que já ouvi. Muito obrigado. Essa história foi a contada por um sujeito que afirma ter visitado uma das Lágrimas de Selûne que ele chamou de A Rocha de Bral. Segundo ele, lá existe uma cidade onde criaturas de todo tipo interagem e fazem comércio. Lá, numa taberna, ele ouviu dizer que o último dos Cinco Andarilhos é um planeta, como o nosso, mas completamente diferente do nosso. Para começar, ele tema a forma de uma moeda...

Arte por John “Paladine” Baxter

Sim. Bizarro. Inacreditável. Neste planeta, que ele chamou de H'Catha, só haveria uma única ilha no meio de um enorme oceano. Esta ilha é habitada por seis espécies diferentes de observadores que estão em guerra a eras pela posse não só da ilha, como da montanha que fica exatamente no meio dela. Essa montanha teria mais de mil e seiscentos quilômetros de altitude e trezentos quilômetros de base. Disse que há também uma espécie de observador conhecido como "olho da profundeza" que habita o oceano que envolve a ilha e é o maior predador daquelas águas.


H'Catha - Fan Art

Pois bem... Não bastasse essa coisa toda inacreditável, ele contava que os observadores vieram ao "nosso mundo" - e aqui ele não queria dizer Toril e sim os ditos oito planetas em torno de nosso Sol e seus satélites naturais - em busca de um lugar que continha uma vastidão de conhecimento. Todos os observadores vieram juntos, e foram investigando os planetas, até que a maior frota chegou ao último planeta: H'Catha. E foi em H'Catha que eles entenderam que todo o conhecimento que já existiu e existirá foi guardado pelos deuses no alto da montanha única no centro da única ilha do planeta, conhecida somente como A Haste. 



H'Catha - Spelljamer PC Game
Aquele que subisse no topo dA Haste adquiriria todo o conhecimento. E então as espécies de observadores começaram a lutar entre si pelo direito de atingir o topo dA Haste, mas até hoje nenhuma espécie venceu a guerra. Porém, ao menos um observador teria conseguido realizar essa proeza. Mas ao descer para contar aos seus iguais, foi considerado uma aberração e foi expulso do planeta, mal conseguindo fugir com vida. Ele então teria tomado uma carona em um navio espacial e descido nA Rocha de Bral. E então o sujeito disse que essa história ele ouviu de alguém, que ouviu de alguém, que ouviu do próprio observador exilado.

É claro que eu não acredito em planeta em forma de moeda, ou em um monte com mais de mil quilômetros de altura, ou em um local onde os deuses guardaram o conhecimento do universo. Mas essa história é tão estranha que eu precisava compartilhar com alguém. Obrigado pela bebida."


Há verdade sobre a lenda? Talvez sim, talvez não. Talvez hajam exageros. Mas se houver um conhecimento tão grande no topo dA Haste, ele talvez fosse conhecimento demais para uma mente humana. Ou humanoide.

Se esse conhecimento, ainda que não da forma dita, existe e for acessível, talvez aquele que tenha acesso a ele tenha uma enxurrada de informações tão grande que precise se controlar muito para não ficar louco (Salvaguarda de Inteligência, Sabedoria e Carisma CD 25?). O certo é que, se conseguir não enlouquecer, o acesso a tanta informação faria com que seus atributos mentais (inteligência e sabedoria) atingissem um nível equivalente ao de uma entidade divina (30). 

Mas talvez não haja nada disso. Talvez até existam observadores lutando pela área, mas por outros motivos. Quem sabe?




Para mais informações sobre H'Catha (em inglês), clique aqui.

Para mais informações sobre A Rocha de Bral (em inglês), clique aqui.

Para mais informações sobre A Haste e a suas lendas (em inglês), clique aqui.

Referências: Realmspace, de Dale "Slade" Henson (TSR 9312).





O OLHO EXPLOSIVO


Um novo tipo de Observador.

Mike Mearls em 27 de outubro de 2006 escreveu uma coluna na qual discutia sobre esta icônica criatura conhecida como Observador. Segundo ele, esta icônica criatura tinha sérios problemas de design, incluindo poderes insatisfatórios para o nível de desafio, a ideia de ter frente e costas por causa de seu olho central, e poderes do tipo "sucesso na salvaguarda ou morra". E na época eu me lembro de dar pouca importância, exceto que fiz minha própria versão do observador apresentado por ele como uma versão "melhorada" dessa criatura icônica que consistia em substituir alguns dos ataques do Observador por rajadas de dano de energias. No meu caso, eu o nomeei como O Olho Explosivo, uma nova espécie de observador.


O Olho Explosivo é uma espécie de observador que, como várias das demais, se considera o mais perfeito dos observadores. Essa espécie, no entanto, surgiu de um pesadelo paranóico onde um observador verdadeiro se via como imperfeito e, ao olhar para o espelho, viu uma forma assustadora de si mesmo. Ao acordar, havia o primeiro Olho Explosivo. O Olho Explosivo então matou o observador que acordara assustado e passou a se imaginar como a evolução da espécie, o ápice, a perfeição. Algo que apenas a principal deusa dos observadores, A Grande Mãe, poderia ter criado. E, como um observador verdadeiro, foi capaz de sonhar e torcer a realidade, criando novos Olhos Explosivos. 

Observadores de todos os tipos se odeiam, mas não há ódio mais profundo do que entre um Observador Verdadeiro e um Olho Explosivo.







Postar um comentário

0 Comentários