AMAKUSA MISTUHIDE, O MESTRE SAMURAI

O MESTRE SAMURAI

Um NPC para uso em sua próxima campanha de D&D 5E.





HISTÓRIA


Amakusa Mitsuhide pertencia ao Clã do Tigre Branco, guardador das lendárias relíquias conhecidas como Conjunto do Monástico de Gharyn. Seu clã, formado por uma ordem de combatentes habilidosos tanto em combate corpo a corpo quanto em combate com a katana e o daikyu, se refugiou em Ra-Khati no Ano do Velho Anfitrião, ao receber a missão de guardar o Conjunto do Monástico de Gharyn. Naquele ano, eles buscaram um local isolado e construíram sua comunidade, templo e monastério.

No Ano do Torreão, as forças do Raja Ambuchar Devayam invadiram Ra-Khati com seu exército de mortos-vivos. O Clã do Tigre Branco, composto por 5.000 pessoas, entre elas 3.500 combatentes, resistiu por semanas ao exército composto por milhares de criaturas da noite. Os defensores cansados e famintos foram mortos, incluindo idosos e crianças, e uma parte dele se juntou às forças de Ambuchar Devayam, já sem vida. O único sobrevivente foi Amakusa Mitsuhide, soterrado por um muro que caíra na batalha final.

O jovem samurai, ao se deparar com a destruição, soube que se tornara um ronin, sem seu clã, sem as relíquias e sem lar. Apenas o ódio e o desejo de se vingar do maldito necromântico o manteve vivo. Ele jurou sobre as cinzas de seus companheiros que os vingaria.

Porém, dois anos depois, antes que pudesse se vingar, um grupo de aventureiros destruiu Ambuchar Devayam se utilizando do poderoso artefato conhecido como o Cetro Rochoso de Shih. Amakusa que havia perdido seus irmãos, as relíquias e seu propósito, perdia agora sua vingança e sua honra.

O samurai vagou então por anos e começou a treinar um pequeno exército, ainda com propósito desconhecido. Talvez ele deseje eliminar os aventureiros que lhe tiraram sua vingança, além de seus parentes, amigos e discípulos. Ainda que seu código de honra tenha de alguma forma sobrevivido a toda sua infortuna, seus propósitos não mais servem ao bem ou a proteção. O único fogo que aquece o peito de Amakusa é o da destruição.


COMBATE


Amakusa prefere o combate corpo a corpo, mas sua maestria com o daikyu o faz também um habilidoso adversário a distância. Ele nunca é visto sem seus 4 principais discípulos (o mestre pode usar a ficha de Gladiadores, do Monster Manual, fazendo pequenas adaptações cosméticas ou, se desejar, mudando a arma para espadas longas e melhorando a armadura, tirando assim o escudo, mas mantendo o ataque de "Shield Bash" para um ataque "desarmado" como um "chute" ou uma "ombrada" com o mesmo efeito.


USANDO AMAKUSA MISTUHIDE


Talvez algum dos jogadores tenha sido treinado por algum dos aventureiros que impediram a possibilidade de Amakusa se vingar, ou tenha no grupo algum necromântico que lembre o samurai de seu clã destruído. Também é possível que eles estejam atrás das relíquias perdidas do Clã do Tigre Branco, ou apenas queiram se meter entre o Amakusa e seu novo "propósito".



Postar um comentário

0 Comentários